sábado, novembro 04, 2006

wake up


Quinta-feira foi finados. E logo de manhã cruzei um cemitério, onde dezenas de pessoas pensavam em outras pessoas importantes. Carregavam flores entre os braços e lágrimas escorriam dos rostos. Um feriado feito para reflexão, lembranças, sentimentos e emoções. Um dia que amanheceu cinzento, onde o caos tomou conta de aeroportos no Brasil inteiro. E, de manhã, eu dirigindo sozinho numa cidade estranha. Quinta-feira não existiu.
Encontrei um universo tão poderoso quanto apaixonante.
Ainda não consegui processar todas as informações de quinta. Não por menos: mergulhei num novo mundo. Mundo de possibildades, de definições, de sonhos.
Afinal, não é todo dia que conheço Papai Noel.
Não é um dia comum quando este bom velhinho confirma que a magia domina o globo.
Que este ser tão especial estende a mão e diz que é possível.

Um imenso portal começa a abrir.
Ainda não consegui processar todas as informações de quinta. Porque depois de quinta, tudo é possível.

2 comentários:

ruth disse...

E como pensar que ele não existe com um dia que foi um verdadeiro presente, daqueles de brincar e guardar pra vida toda!
O brinquedo talvez passe, mas o presente nunca!
hôhôhô
bjs

seventowers disse...

Feliz Natal então!
Só pra não perder o hábito, rs!